Páginas

terça-feira, 1 de novembro de 2011

“O gato bebe leite, o rato come queijo e eu sou palhaço!



Ontem o Grupo La Calle foi assistir o filme "O palhaço", com Paulo José e Selton Mello, que dão vida aos palhaços Pangaré e Puro Sangue. E hoje, dia de São Filomeno, santo e mártir da Igreja Católica, protetor dos músicos, comediantes e palhaços, eu não podia deixar de escrever um recadinho aqui no nosso blog "Pausa para o palhaço".

Trailer oficial:


Selton Mello vive o personagem Benjamin, que foi inspirado no artista circense brasileiro Benjamin de Oliveira, famoso palhaço negro que despontou em 1885 e que, ainda criança, chegou a fugir de casa para correr atrás de suas aventuras.
Não vou comentar muito detalhes do filme, quis escrever aqui apenas para indicá-lo a todos, pois ele é de uma sensibilidade enorme pra mim, muito emocionante, com uma fotografia lindíssima e ainda homenageia vários comediantes. É a história de um circo? Sim. É a história de um palhaço? Sim. Acredito, porém, que o filme fala mais do que a rotina dos palhaços, fala de relações familiares, de amizade, de ir atrás dos sonhos, de se descobrir...  Finalizo com um trecho que pode ser encontrado no site do filme:  http://blog.opalhacofilme.com.br/

"Durante a filmagem do making of do Palhaço, pergutaram ao Sr. Paulo José, que interpreta o querido palhaço Puro Sangue: “Paulo, foi difícil fazer um palhaço?”
Resposta: “Não. O difícil foi deixar de ser palhaço.”

Por aventuras emocionais desse tamanho, é que tudo faz um sentido gigantesco."

7 comentários:

  1. Para acrescentar:

    O PaLhAçO SanTO
    Em 287 da era cristã, o Imperador Diocleciano – grande perseguidor de cristãos – baixou uma lei que deveria ser cumprida imediatamente: todos os cidadãos deveriam prestar homenagem pública aos deuses pagãos. Foi quando um cristão rico e pragmático acreditou ter encontrado uma saída para ficar bem com Deus e com o Imperador. Resolveu contratar o mais famoso dos stupidus, Philemon, emérito imitador, para apresentar uma farsa: ir até o templo, substituindo-o, e lá cumprir as obrigações com os deuses em seu nome. O palhaço disfarçou-se com perfeição e já ia começar seus rituais quando, repente, dá um grito: “Não o farei!”Todos se espantam, e imediatamente ele é reconhecido. Alguém rindo diz: “É Philemon, o stupidus!”E logo todo o templo começa a rir da mais nova piada do palhaço. Mas não, não era uma piada. Philemon recebe a graça divina e acabara de se converter. Tomado pela fé no Deus único, continua gritando que jamais prestaria homenagem aos falsos deuses. Preso e torturado para que abjurasse de sua recente fé, Philemon resiste e termina sendo martirizado e executado. Mais tarde vira são Filomeno, santo e mártir da Igreja, protetor dos músicos, dos comediantes e dos palhaços, festejado no dia 1° de novembro. 
    

    São Genésio
     Essa é, praticamente, a mesma história de São Genésio. Também palhaço, igualmente martirizado por Diocleciano no ano de 303. Numa festa, o palhaço Genésio resolve fazer um deboche do batismo cristão, mas na hora em que seu comparsa, num arremedo do sacramento, lhe unge com o óleo e diz as palavras sagradas, eis que se dá o milagre: Genésio se converte e declara para todos sua fé na doutrina do Cristo. Mesmo ameaçado, não renega suas convicções e acaba condenado às feras no Circo. Genésio, o palhaço santo, festejado em 25 de agosto, é padroeiro dos atores, palhaços, advogados, epiléticos e vítimas de tortura.

    Referencia
    CASTRO, Alice Viveiros de. O Elogio da bobagem – palhaços no Brasil e no mundo. Rio de Janeiro: Editora Família Bastos, 2005.

    Fonte: http://cinthiavendruscolo.blogspot.com/2011/02/o-palhaco-santo.html

    ResponderExcluir
  2. Assisti o filme e achei muito bacana. Acho que ele marca de forma muito sutil quem a assiste, e em uma época em que as produções do cinema tentam angariar espectadores chocando ou apelando, é sempre bom assistir um filme assim para descansar a vista e poder se deliciar.

    ResponderExcluir
  3. O filme é MARAVILHOSO, como todo palhaço "bole" com todas as nossas emoções. Amei e me apaixonei mais ainda pelo Palhaço. Achei o filme perfeito. Vale muito a pena ver :0D

    ResponderExcluir
  4. Esqueci de deixar o link do livro da Ermínia Silva sobre o Benjamin de Oliveira:

    http://ufg.academia.edu/RobsonCamargo/Books/298802/Circo-teatro_-_Benjamim_de_Oliveira_e_a_teatralidade_no_Brasil_de_Erminia_Silva_-_Download_Gratuito_FUNARTe

    ResponderExcluir
  5. Me desculpe,mas senti uma vontade enorme de te contar...assistindo O PALHAÇO, fui direto ao túnel do tempo de uma fase linda da minha vida...ahh que maravilha,meu avô tinha um parque de diversões e como fazia parte desse mundo encantado e de alegria,e como tinha uma alma sensível, sempre fazia questão de nos levar aos circos(Orlando Orfei,entre outros), nós não tinhamos palhaços,nem lonas,mas tinhamos a mudança de cidade em cidade, o monta e desmonta dos brinquedos,ahhh e nós tinhamos a mulher gorila(atração principal do parque),e os auto-falantes elegantes...rsrs que sempre dizia:Essa música vai de alguém para alguém e esse alguém sabe quem...rsrsr...que magia cara vc conseguiu,me fez voltar aos 8 anos tendo hoje 38...chorei de saudade do meu avô que era um artista(E melhor avô do mundo),chorei de contentamento...e sabe? fazia muito tempo que não me lembrava de como tive uma infância cheia de magia e encantamento... Muito,muito obrigada de verdade...Mais uma vez beijo encantado na alma!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Muito obrigada por visitarem nosso blog, ficamos muito felizes com o que aqui é dividido.
    Com certeza isso tudo que o filme mostra faz aflorar lembranças gostosas, faz pensar em sentir novamente sensações de infância...
    E eu já disse uma vez a um amigo que essa capacidade de não perder o encantamento pelas coisas do mundo que a criança tem só alimenta cada vez mais meu estado de palhaça e de dançarina.
    Boa sexta-feira pra todos, vamos aproveitar essa energia única que circula em dias como 11.11.11... rsrsrs
    :o)

    ResponderExcluir
  7. Sim, obrigado "O palhaço" por compartilhar essa história linda e que o circo continue a trazer momentos inesquecíveis para nossas vidas! \o/

    ResponderExcluir